O Teatro Dom Roberto é uma das formas  de  teatro popular de fantoches português que teve o seu crescimento a partir do sec. XVIII através da expansão das companhias itinerantes fazendo-se representar nas grandes cidades por toda a Europa. As peças de “Teatro de Cordel” também tiveram uma forte influência na construção daquilo a que hoje conhecemos por Teatro Dom Roberto.

Este Teatro era feito nas ruas, praias, romarias e feiras, apenas por um bonecreiro solitário com a sua barraca, fantoches e palheta; objecto que quando colocado no palato amplifica todos os sons emitidos por ele acentuando o jogo de dinâmicas de manipulação, acelerada e ritmada que desde há trezentos anos paira no cimo da Barraca do Dom Roberto, com pequenos ou grandes truques, dependendo do "fantocheiro" e das peças por ele representadas.
O Teatro D. Roberto está para Portugal assim como o Punch and Judy está para Inglaterra, o Guinhol está para França e Polichinello está para Itália.

Hoje em dia o Teatro D. Roberto é uma relíquia da cultura popular portuguesa e representado essencialmente por bonecreiros com uma forte ligação ao teatro de marionetas.
Neste reportório apresentam-se as peças “O Barbeiro” e a “Tourada”.
Estas peças seguiram sempre uma estrutura semelhante, mas eram apresentadas com pequenas diferenças, de acordo com as opções de cada bonecreiro.
Nos anos 80, João Paulo Seara Cardoso muda o enredo da peça “O Barbeiro”, tornando aquele que nos dias de hoje é conhecido por Dom Roberto no herói do povo, pois é ele que mata o barbeiro e não o contrário como acontecia anteriormente; e acrescenta ainda a façanha de Dom Roberto matar a própria morte afirmando-se assim herói e imortal.
Este reportório foi recuperado por Sara Henriques (Actriz e marionetista) a partir dos registos vídeo do Teatro Dom Roberto de João Paulo Seara Cardoso, (Encenador, actor e marionetista).
Este espectáculo estreou em Maio de 2012 no Festival Internacional de Marionetas e Formas Animadas (FIMFA) no Jardim da Estrela em Lisboa.

The Theatre of Dom Roberto is one of the forms of Portuguese
popular puppet theatre that grew in the 18th century thanks to itinerant companies that performed in the cities all over Europe. The folk theatre plays also had a strong influence in the construction of what we know today as “Teatro Dom Roberto”.

This theatre was performed on the street, on the beach,  village parties and fairs, by a lonesome puppeteer with his tent, puppets and his “straw” object that when placed on the palate amplifies the sounds accentuating the dynamics of the manipulation, fast and rhythmic that for three hundred years hovers on the top of Dom Roberto’s tent, with big or small tricks, depending on the puppeteer and the plays.

Today Dom Roberto is a relic of the Portuguese culture performed by puppeteers that have a strong connection to puppet theatre.

Teatro Dom Roberto is in Portugal like Punch and Judy is in England, Le Guinhol in France and Polichinello in Italy.
In this repertoire there are two plays “O Barbeiro” (The Barber) and “A Tourada” (The Bullfight). This  repertoire  was remade by  Sara Henriques (Actress / Puppeteer) based on the video recordings of Teatro Dom Roberto by João Paulo Seara Cardoso, director of Teatro de Marionetas do Porto, the company she worked from 2003 to 2013.
This show opened in May of 2012 in the  “Festival Internacional de Marionetas e Formas Animadas” (FIMFA) in Lisbon.

Apoios

props logo.png
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now